segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Luiz Eduardo Soares: A crise no Rio e o pastiche midiático

       "(...) não posso mais compactuar com o ciclo sempre repetido na mídia: atenção à segurança nas crises agudas e nenhum investimento reflexivo e informativo realmente denso e consistente, na entressafra, isto é, nos intervalos entre as crises. Na crise, as perguntas recorrentes são: (a) O que fazer, já, imediatamente, para sustar a explosão de violência? (b) O que a polícia deveria fazer para vencer, definitivamente, o tráfico de drogas? (c) Por que o governo não chama o Exército? (d) A imagem internacional do Rio foi maculada? (e) Conseguiremos realizar com êxito a Copa e as Olimpíadas?"

sábado, 27 de novembro de 2010

Palestra na Alemanha - Giovani Saavedra

     No dia 03/12/10, o professor Giovani Saavedra estará na Alemanha como representante brasileiro para ministrar uma palestra sobre Criminal Compliance no Brasil. Sua mesa de debates será composta por renomados doutrinadores do assunto, entre eles os professores Bernd Schünemann e Thomas Rotsch. Segue, abaixo, o folder do evento:

Folder Tagung

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Especialização em Direito, Mercado e Economia

        O curso de especialização em Direito, Mercado e Economia proporciona uma abordagem do Mercado Financeiro a partir do Direito e da Economia. A proposta é suprir uma demanda crescente dos profissionais da área por um curso específico que viabilize uma introdução não só nas mais variadas vertentes da interpretação econômica do direito, mas também que proporcione a juristas, economistas, contadores, administradores e profissionais de áreas afins, um estudo aprofundado de toda a complexidade do Mercado Financeiro, das oportunidades e das novas carreiras que estão se formando em seu entorno. Para tanto, o curso contará não só com professores brasileiros do mais alto gabarito, mas com professores estrangeiros especializados na área. Viabiliza-se assim a formação integral e de excelência do profissional atuante na área. O público-alvo da presente especialização não se limita, portanto, a profissionais do meio jurídico, mas se extende a qualquer profissional atuante na área ou a qualquer graduado que tenha interesse de se inserir nesta carreira profissional. 

 
    Inscrições: 01/12/2010 até 18/03/2011.
  Duração do Curso: 04/04/11 até 16/06/12.


Especialização em Direito Ambiental

      O curso de especialização em Direito Ambiental proporciona uma abordagem interdisciplinar do tema meio ambiente viabilizando assim a formação integral e de excelência do profissional atuante na área. O curso é estruturado a partir de quatro módulos: 1) Fundamentos do Direito Ambiental; 2) Direito Ambiental; 3) Política e Gestão Ambiental e 4) Planejamento Ambiental. O público-alvo da presente especialização não se limita, portanto, a profissionais do meio jurídico, mas se extende a qualquer profissional atuante na área ou a qualquer aluno graduado que busque a qualificação necessária para dar continuidade à sua carreira acadêmica.
   

    Inscrições: 01/12/2010 até 18/03/2011.
    Duração do Curso: 06/04/11 até 17/06/12.


quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Especialização em Ciências Penais

        O curso de especialização em Ciências Penais da PUCRS está inserido em um dos mais tradicionais Programas de Pós-Graduação do país, composto pelo Mestrado e Doutorado em Ciências Criminais, possuindo um corpo docente altamente qualificado e nacionalmente reconhecido. Para discutir a complexa fenomenologia da violência, o curso reconhece a insuficiência do monólogo científico e estrutura-se de forma interdisciplinar, criando condições para o diálogo entre as diferentes àreas do conhecimento e a construção de uma nova linguagem. Trata-se, portanto, de uma proposta diferenciada, que proporciona a sólida formação de seus egressos, qualificando-os profissionalmente e habilitando-os ao ingresso nos Cursos de Mestrado e Doutorado em Ciências Criminais.

         Inscrições: 01/12/2010 até 11/03/2011.
         Duração do Curso: 23/03/11 até 18/06/12.



quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Premiação em Mostra do Pós

     Bruno Rotta Almeida, integrante do GEPCrim e mestrando em Ciências Criminais na PUCRS, participou do Salão Universitário da Universidade Católica de Pelotas, cuja pesquisa apresentada - Nas grades da capital: uma análise comparativa da população carcerária de Porto Alegre no passar de um século - restou premiado. Foram mais de 400 trabalhos expostos, entre de Iniciação Científica, Mostra de Pós-Graduação e Congresso de Extensão, e cerca de 15 receberam a distinção. Parabéns!!

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

“Crimes sexuais violentos: tendências punitivas” de Elisangela Melo Reghelin

     A sessão de autógrafos do livro “Crimes sexuais violentos: tendências punitivas” de Elisangela Melo Reghelin será dia 6 de novembro, sábado, às 16h30, no Pavilhão de Autógrafos da Praça da Alfândega.

      A obra é resultado da tese apresentada pela autora durante o doutorado em Direito Penal e Criminologia na Universidad Pablo de Olavide em Sevilla, na Espanha.


  • “Crimes sexuais violentos: tendências punitivas aborda tendências em matéria de punição a crimes sexuais violentos, especialmente em países como Espanha, Alemanha, Estados Unidos e Brasil. Os temas especialmente desenvolvidos versam sobre monitoramento eletrônico, castração química, notificações à comunidade (através de folders ou palestras públicas), registros online, tratamentos compulsórios e cumprimento da pena para “além da pena”. Enfim, versa sobre a tensão permanente entre os direitos fundamentais de cada pessoa e a necessidade de segurança, desejo legítimo de toda a sociedade, que é traduzida na legislação, doutrina e jurisprudência que cada país adota”.

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Luiz Eduardo Soares: “Remodelar as polícias é indispensável”

      Luiz Eduardo Soares fala com gosto sobre segurança pública. O antropólogo, professor da UERJ e da Universidade Estácio de Sá, recebeu o Sul21 no hotel em que esteve hospedado em Porto Alegre, pouco antes de dar palestra na PUCRS, na noite desta segunda-feira (18/10). A conversa durou cerca de 50 minutos. Bem mais que o previsto, porque Soares só parou de falar sobre o tema quando já não podia mais postergar sua ida para a palestra  – onde falaria, é claro, sobre segurança pública, e também sobre suas narrativas. Autor de sete livros sobre o tema, Soares gosta de responder as perguntas abarcando toda a complexidade dos assuntos, não deixa respostas pela metade. E se coloca a disposição para novos bate-papos. (...)
      Um dos livros escritos por Soares, Elite da Tropa, ficou famoso por supostamente ter dado origem ao filme Tropa de Elite. Soares faz questão de esclarecer: ele e José Padilha, diretor do filme, mantiveram diálogos que ajudaram tanto na construção da película quanto do livro. Diálogos que continuaram travando e que ajudaram o diretor no recém-lançado Tropa de Elite 2. Este segundo filme focaliza a questão das milícias no Rio de Janeiro, como Soares já fizera na segunda parte de Elite da Tropa. O antropólogo faz um alerta para os moradores de outras grandes cidades do país: “Esse fato (a questão das milícias) precisa ser conhecido no resto do Brasil, porque o ovo da serpente está plantado não só no Rio de Janeiro”.

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Insegurança pública - Revista Sociologia

      Gostaríamos de sugerir a leitura da matéria de capa da Revista Sociologia, da Editora Escala, intitulada "Insegurança Pública". O presente artigo conta com a entrevista do prof. Dr. Álvaro Oxley Rocha do PPG em Ciências Criminais da PUCRS.

  • A sociedade da informação, que poderia facilitar o convívio entre grupos sociais, é também a sociedade do medo e do afastamento. como isso aconteceu?

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Chamamento artigos para revista Sistema Penal & Violência

      A Comissão Editoral de SISTEMA PENAL & VIOLÊNCIA, Revista do Programa de Pós-Graduação em Ciências Criminais da PUCRS, comunica que encontra-se aberto o prazo para o recebimento de artigos para publicação na próxima edição do periódico (2º semestre de 2010), disponível em versão eletrônica no endereço http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/sistemapenaleviolencia/.


      Os artigos deverão ser encaminhados até o dia 30 de novembro de 2010, e somente serão aceitos se encaminhados através do sistema de submissões on-line no endereço eletrônico da Revista, e de acordo com as normas de publicação, disponíveis no endereço http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/sistemapenaleviolencia/about/submissions#authorGuidelines. Os artigos recebidos até esta data serão encaminhados para pareceristas e selecionados para a edição do jul./dez. de 2010, e deverão estar relacionados com as temáticas desenvolvidas pela linha de pesquisa em Criminologia e Controle Social do Programa de Pós-Graduação em Ciências Criminais.

       A linha de pesquisa em Criminologia e Controle Social pretende investigar a questão da violência em seu sentido mais amplo, desde as possíveis causas do comportamento desviante, como variáveis sócio-ambientais e patologias individuais, até a violência produzida nas e pelas instituições responsáveis pelo seu controle. Igualmente, procura avaliar as formas alternativas de controle social e os efeitos das diferentes opções de política criminal, e indicar possibilidades de redução dos danos causados pelas múltiplas formas de violência institucionalizada.

Lançamento da Tradução da Filosofia do Direito de Hegel

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Apresentações no XXII Salão de Iniciação Científica da UFRGS

       Ontem a tarde foram apresentados os trabalhos dos bolsistas de iniciação científica do GEPCrim no XXII Salão de Iniciação Científica da UFRGS. Os projetos foram:  
  • Ofensividade em Direito Penal: revisitando o conceito de bem jurídico a partir da teoria do reconhecimento. -> Vinicius Gomes de Vasconcellos
  • Crimes Tributários e Criminologia: uma análise da extinção da punibilidade pelo pagamento do tributo. -> Bruno Tadeu Buonicore
  • Dois Pesos e Duas Medidas: considerações jurídico-penais e bioéticas dos delitos de tráfico de órgãos e de corpos. -> Giovana Palmieri Buonicore (vinculada ao grupo de pesquisa em Bioética) 
           Todos foram muito elogiados pelas apresentações e pelos projetos! O trabalho de Vinicius Vasconcellos foi premiado com destaque. Se os trabalhos tivessem sido apresentados em seções diferentes, certamente seriam três premiações para o GEPCrim.

    segunda-feira, 18 de outubro de 2010

    VII JORNADA LIA PIRES

     
    DIA 25/10/2010 – Segunda-Feira
     
    MANHÃ
    08h - CREDENCIAMENTO
    09h30min – SOLENIDADE DE ABERTURA
    10h – PALESTRA DE ABERTURA
    - Ministra Ellen Gracie 
    - Marco Aurélio Moreira de Oliveira

    TARDE
    14h – JURI SIMULADO

    NOITE
    19h30min – “Denúncia Anônima e Delação Premiada no processo Penal.”
    - Fabrício Pozzebon
    “Observações sobre o Projeto de Código de Processo Penal.”
    - José Antonio Paganella Boschi
    21h – “20 anos de aplicação da Lei nº 8137/90: balanço jurisprudencial dos crimes empresariais no Brasil.”
    - Alexandre Wunderlich
    21h45min – “A Forma de Tráfico e Penas Alternativas.”
    - Gilberto Thums

    DIA 26/10/2010 - Terça-feira
    MANHÃ
    09h – DEBATE – Tóxicos
    MEDIADOR:
    Ney Fayet
    DEBATEDORES:
    - Fernanda Trajano   
    - Ezequiel Vetoretti    
    - Delegado Roberto Pimentel   

    TARDE
    14h – JURI SIMULADO

    NOITE
    19h30min – “A Espetacularização dos Crimes na Mídia.
    - João Francisco Lyra
    “Aspectos Controvertidos do Tribunal do Júri.”
    - Claudio Brito
    21h – “A Materialidade no Crime de Homicídio. A Falta do Corpo da Vítima.
    - Lucio Constantino
    “O Inquérito Policial no Processo Penal.”
    - Delegado Edson Moreira

    DIA 27/10/2010 - Quarta-feira
    MANHÃ
    09h – DEBATE – “A Ausência de Fundamentação nas Decisões do Tribunal do Júri.
    MEDIADOR:
    - Flavio Pires
    DEBATEDORES:
    - Mario Rocha Lopes Filho
    - Felipe Moreira de Oliveira
    - Eugenio Paes Amorim

    TARDE
    14h – JURI SIMULADO

    NOITE
    19h – “Os Quesitos no Júri após a Reforma de 2008.
    - Nereu Giacomolli
    20h – “Morte no trânsito. Culpa ou dolo eventual, tema cada vez mais atual.
    - José Henrique Pierangeli
    21h – Encerramento do Evento
    - Oswaldo de Lia Pires
     
    Certificados serão distribuídos somente após o Encerramento. Programação sujeita a alterações
    AS INSCRIÇÕES ONLINE SOMENTE SERÃO FEITAS ATÉ 21/10/2010. AS INSCRIÇÕES TAMBEM PODERÃO SER FEITAS NO CENTRO ACADEMICO MAURICIO CARDOSO DA PONTIFICIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL - ANDAR TÉRREO DO PRÉDIO 11 DA PUCRS.

    Local:

    Teatro do Prédio 40 da PUCRS

    Valores:

    Aluno da PUCRS até 16/10/2010: 30,00
    Aluno da PUCRS até 22/10/2010: 40,00
    Alunos de Outras Instituições até 16/10/2010: 40,00
    Alunos de Outras Instituições até 22/10/2010: 50,00
    Profissionais até 16/10/2010: 100,00
    Profissionais até 22/10/2010: 150,00

    segunda-feira, 11 de outubro de 2010

    RELEMBRANDO: XIV Congresso Transdisciplinar de Estudos Criminais

    Dia 18 de outubro de 2010

    8h – Credenciamento
    8h 45min – Abertura do Congresso Transdisciplinar de Estudos Criminais 
    9h – Prof. Dr. Fabrício Dreyer de Ávila Pozzebon, Diretor da Faculdade de Direito da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul: O PPGCrim da PUCRS e a sua importância no desenvolvimento das Ciências Criminais.

    9h 30min – Homenagem ao Prof. Dr. Cláudio Brandão pelos serviços prestados ao Programa de Pós-graduação em Ciências Criminais da PUCRS na defesa da necessidade do enfoque dado pelo curso para o enfrentamento das temáticas Violência e Sistema Penal.

    10 h – Conferência de Abertura.
    Prof. Dr. Cláudio Brandão (UFPE): “Culpabilidade e interpretação do Direito Penal”

    19h 30min – Painel: “Criminologias”
    Prof. Dr. Rodrigo Ghiringhelli de Azevedo (PUCRS)
    “Sociologia e Justiça Penal”
    Prof. Dr. Salo de Carvalho (UFRGS)
    “Criminologia Cultural”

    21h – Prof. Dr. Luiz Eduardo Soares: “Narrar a violência e construir uma cultura de paz.”


    Dia 19 de Outubro
    8h 30min – Painel: “O Projeto de reforma do Código de Processo Penal”
    Prof. Dr. Aury Lopes Jr. (PUCRS)
    Prof. Dr. Nereu Giacomolli (PUCRS)

    10 horas – Prof. Dr. Fernando Machado Pelloni (UBA – Buenos Aires)

    Tribunal Penal Internacional

    19h 30min – Painel
    Prof. Dr. Giovanni Saavedra (PUCRS)
    “Punição, reificação e memória: uma abordagem a partir da criminologia do reconhecimento.”
    Prof. Dr. Álvaro Filipe Oxley da Rocha (PUCRS)
    “Judiciário, Políticas Públicas e Violência."

    20h 30min – Homenagem póstuma ao Prof. Dr. Alberto Rufino Rosa Rodrigues de Sousa.

    21h – Heloísa Estellita (GVLaw) – “Delitos Econômicos e estruturas criminosas.”

    Investimento:
    Alunos Graduação da PUCRS ou diplomados PUCRS: R$ 60,00
    Estudantes Graduação de outras IES: R$ 80,00
    Estudantes de Pós Graduação: R$ 120,00
    Profissionais: R$ 150,00

    Informações e inscrições:
    Local: Prédio 40 - Sala 201
    Horário: Segunda a sexta-feira - 8h às 12h - 13h30min às 19h 

    sexta-feira, 8 de outubro de 2010

    Artigo no Boletim IBCCRIM

           Na edição 215 do Boletim IBCCRIM, neste mês de outubro, foi publicado um artigo de uma integrante do GEPCrim, Giovana P. Buonicore, entitulado "Dois pesos e duas medidas: considerações jurídico-penais e bioéticas dos delitos de tráfico de órgãos e de corpos". A pesquisa, realizada em conjunto com João Beccon de Almeida Neto e Anamaria Gonçalves dos Santos Feijó, aborda tema pertinente à bioética. Parabenizamos a Giovana e sugerimos a leitura do texto a todos!

    quinta-feira, 7 de outubro de 2010

    I JORNADA DE PSIQUIATRIA FORENSE DO IPF

    JORNADA DE PSIQUIATRIA FORENSE DO IPF
    I ENCONTRO DA RED IBEROLATINOAMERICANA DE INVESTIGACIÓN Y DOCENCIA EM SALUD MENTAL APLICADA A LO FORENSE. 
                       
    Data: 07 a 08 de Outubro de 2010

    Local: Instituto Psiquiátrico Forense Dr. Maurício Cardoso,
                 Av. Bento Gonçalves 2850.

    Inscriçoes: No local ou pelo tel.: (51) 3288 4395, Sr. André

    Convidado Internacional:Franklin Escobar- Córdoba (Colombia)
    Convidado Nacional: Elias Abdalla-Filho (Brasília)

    Para mais informações e programação, clique aqui.

    quinta-feira, 30 de setembro de 2010

    Curso de Atualização em DIREITOS FUNDAMENTAIS

    V Seminário Externo da FAESP


    Local: PUCRS - Auditório do prédio 11
    Data: 4 de outubro de 2010

    Horários:
    8h às 11h30min
    19h30min às 22h

    Válido como 6 horas de Atividade Complementar para alunos do Curso de Direito da PUCRS

    Programação

    8h – Credenciamento

    8h30min – Solenidade de abertura

    PAINÉIS:

    8h45min – Incidentes da execução e crítica garantista.
    RODRIGO MORAES DE OLIVEIRA – Advogado. Professor da PUCRS
    ALEXANDRE WUNDERLICH – Debatedor

    9h45min – Experiências Exitosas de Ressocialização: Alternativas de Prevenção da Criminalidade.
    PRISCILA FLORES PRATES - Psicóloga – FAESP
    LUIZ BAYARD AMARAL DE SOUZA - Engenheiro – FAESP
    ENY TOSCHI - Instituto Chega de Violência

    19h30min – Execução Penal: atualidade e perspectivas.
    ALEXANDRE COSTA PACHECO – Magistrado
    GILMAR BORTOLOTTO – Promotor de Justiça
    MIGUEL SEADI JR. – Defensor Público

    Investimento e Inscrições

    Inscrições Gratuitas

    Observação:interessados em receber certificado (somente aos que obtiverem
    75% de frequência) deverão efetuar a inscrição mediante a taxa no valor de R$ 8,00.
    Pró-Reitoria de Extensão da PUCRS
    Av. Ipiranga, 6681 - Prédio 40 - Sala 201

    Fone: (51) 3320-3680 - Fax: (51) 3320-3543
    Atendimento: de segunda a sexta-feira das 8h às 12h – 13h30min às 19h.
    www.pucrs.br/proex - proexsecretaria@pucrs.br

    terça-feira, 28 de setembro de 2010

    Brasil tem a 3ª maior população carcerária do mundo, diz CNJ


            Com 494.598 presos, o Brasil possui a terceira maior população carcerária do mundo, atrás de Estados Unidos e China. O dado foi apresentado nesta quinta-feira no Seminário Justiça em Números pelo coordenador do Departamento de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário (DMF) do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Luciano Losekann. Para ele, a Justiça Criminal é tratada dentro do Judiciário brasileiro, "como o primo pobre da jurisdição". "Os tribunais precisam planejar de forma mais efetiva o funcionamento da Justiça Criminal", afirmou.

           Nos últimos cinco anos, o número de presos no Brasil aumentou 37%, o que representa 133.196 pessoas a mais nas penitenciárias. Losekann chamou atenção para o elevado número de presos provisórios existentes no País, 44% no total, segundo dados do Ministério da Justiça. Isso significa que 219.274 pessoas aguardam na prisão o julgamento de seus processos. "O uso excessivo da prisão provisória no Brasil como uma espécie de antecipação da pena é uma realidade que nos preocupa. Os juízes precisam ser mais criteriosos no uso da prisão provisória", afirmou o coordenador do DMF.

    Superlotação: 1,65 preso por vaga
             A taxa de ocupação dos presídios brasileiros, de 1,65 preso por vaga, deixa o País atrás apenas da Bolívia, cujo índice é de 1,66. "A situação nos presídios levou o Brasil a ser denunciado em organismos internacionais. Falta uma política penitenciária séria", disse Losekann. São Paulo é o Estado com maior quantidade de encarcerados, seguido de Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro.

           Uma das ações prioritárias estabelecidas neste ano para o Judiciário é reduzir a zero o número de presos em delegacias, que atualmente somam 57.195 detentos. Ao traçar o perfil dos detentos brasileiros, Losekann disse que o tráfico de drogas responde por 22% dos crimes cometidos pelos presidiários. Entre as mulheres esse índice sobre para 60%.

    Fonte: Portal Terra

    Mesa de debates jurídicos sobre Tribunal do Júri e Processo Penal

    quarta-feira, 22 de setembro de 2010

    Bolsas de estudo no exterior para graduação


           O Programa Fórmula Santander Universidades disponibiliza três bolsas de estudos de mobilidade internacional para alunos de graduação da PUCRS. Com essas bolsas, os estudantes selecionados poderão cursar disciplinas do seu curso em universidades estrangeiras (Argentina, Chile, Espanha, Estados Unidos, México, Portugal e Uruguai) conveniadas com o Banco Santander e com a PUCRS.

            Dentre os requisitos é necessário ter idade mínima de 18 anos; ter no mínimo 40% dos créditos cursados no currículo do curso em que está matriculado; apresentar o comprovante de inscrição on-line feito no site www.santanderuniversidades.com.br; apresentar Histórico Escolar tipo 7 (sete), com coeficiente de rendimento igual ou superior a 9,0 (nove); comprovação de conhecimento da língua do país de destino, além de carta de recomendação de professor ou coordenador de curso e Plano de Estudos com mínimo de 16 (dezesseis) créditos aprovado por professor coordenador do seu curso.

            As inscrições para a seleção foram prorrogadas até o dia 30 de setembro, no Núcleo de Mobilidade Acadêmica, sala 116 do prédio 15, no Campus da Universidade (avenida Ipiranga, 6681 - Porto Alegre). Informações adicionais e edital completo podem ser obtidos no local, pelo telefone (51) 3320-3656 ou e-mail mobilidade@pucrs.br.

    XIV Congresso Transdisciplinar de Estudos Criminais

    Dia 18 de outubro de 2010

    8h – Credenciamento
    8h 45min – Abertura do Congresso Transdisciplinar de Estudos Criminais 
    9h – Prof. Dr. Fabrício Dreyer de Ávila Pozzebon, Diretor da Faculdade de Direito da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul: O PPGCrim da PUCRS e a sua importância no desenvolvimento das Ciências Criminais.

    9h 30min – Homenagem ao Prof. Dr. Cláudio Brandão pelos serviços prestados ao Programa de Pós-graduação em Ciências Criminais da PUCRS na defesa da necessidade do enfoque dado pelo curso para o enfrentamento das temáticas Violência e Sistema Penal.

    10 h – Conferência de Abertura.
    Prof. Dr. Cláudio Brandão (UFPE): “Culpabilidade e interpretação do Direito Penal”

    19h 30min – Painel: “Criminologias”
    Prof. Dr. Rodrigo Ghiringhelli de Azevedo (PUCRS)
    “Sociologia e Justiça Penal”
    Prof. Dr. Salo de Carvalho (UFRGS)
    “Criminologia Cultural”

    21h – Prof. Dr. Luiz Eduardo Soares: “Narrar a violência e construir uma cultura de paz.”


    Dia 19 de Outubro
    8h 30min – Painel: “O Projeto de reforma do Código de Processo Penal”
    Prof. Dr. Aury Lopes Jr. (PUCRS)
    Prof. Dr. Nereu Giacomolli (PUCRS)

    10 horas – Prof. Dr. Fernando Machado Pelloni (UBA – Buenos Aires)

    Tribunal Penal Internacional

    19h 30min – Painel
    Prof. Dr. Giovanni Saavedra (PUCRS)
    “Punição, reificação e memória: uma abordagem a partir da criminologia do reconhecimento.”
    Prof. Dr. Álvaro Filipe Oxley da Rocha (PUCRS)
    “Judiciário, Políticas Públicas e Violência."

    20h 30min – Homenagem póstuma ao Prof. Dr. Alberto Rufino Rosa Rodrigues de Sousa.

    21h – Heloísa Estellita (GVLaw) – “Delitos Econômicos e estruturas criminosas.”

    Investimento:
    Alunos Graduação da PUCRS ou diplomados PUCRS: R$ 60,00
    Estudantes Graduação de outras IES: R$ 80,00
    Estudantes de Pós Graduação: R$ 120,00
    Profissionais: R$ 150,00

    Informações e inscrições:
    Local: Prédio 40 - Sala 201
    Horário: Segunda a sexta-feira - 8h às 12h - 13h30min às 19h 

    segunda-feira, 20 de setembro de 2010

    Experiência da Prisão de Stanford

          No verão de 1971 foi feito um experimento psicológico em que pessoas sem contato com a questão prisional foram selecionadas para se submeterem por duas semanas a um encarceramento - e a tudo que isso resulta fisicamente e psicologicamente. O site do projeto nos apresenta um relatório detalhado e muito instigante dos acontecimentos em tal situação.

    Um estudo de simulação do encarceramento conduzido na Universidade de Stanford

    Sugestão de Blog

           Sugerimos a leitura do blog Círculo Capixaba de Ciências Criminais, administrado por Clécio Lemos, professor de Direito Penal em Vitória/ES.


    quarta-feira, 15 de setembro de 2010

    Sugestões e Divulgação no IBCCRIM

            Em matéria de Direito Processual Penal, sugerimos visitas frequentes ao blog Devido Processo Penal de André Maya, o qual, certamente, será fonte constante de relevantes materiais na área criminal. 

           Também, sugerimos a visita ao novo site do Instituto Brasileiro de Direito Processual Penal – IBRAPP. 
    • Trata-se de um novo espaço, com novos objetivos, cujo principal desafio é dissociar o processo penal do processo civil, em sentido oposto à tradicional teoria geral do processo. O IBRAPP nasce, enfim, com a convicção de que o processo penal merece uma investigação específica, uma atenção específica e proporcional à indisponibilidade dos interesses em jogo na seara penal. O lançamento oficial do IBRAPP está sendo programado para dois eventos, um no final do ano e outro em abril de 2011. Até lá, algumas atividades vão aos poucos sendo postas em prática, o primeiro boletim deve ser lançado e o site estará à disposição de todos.
           Por fim, duas ótimas notícias. Primeiro, o nosso blog Espaço Criminológico foi divulgado ontem no site do IBCCRIM! Diante disso, pretendemos continuar crescendo ainda mais, com o objetivo de ser uma fonte útil e confiável em questões criminológicas, penais e processuais penais. Desde já, agradecemos os acessos e os elogios recebidos! Ontem, também, foi divulgada a avaliação trienal da CAPES: o Programa de Pós-Graduação em Ciências Criminais da PUCRS alcançou a nota 5! Parabéns a todos!

    Debates sobre Justiça Restaurativa

    terça-feira, 14 de setembro de 2010

    A Teoria Crítica de Axel Honneth - Giovani Saavedra

    A Teoria Crítica de Axel Honneth - Giovani Saavedra

    François Jullien em Porto Alegre

          François Jullien, um dos filósofos franceses mais importantes da atualidade, falará sobre As Transformações Silenciosas e o diálogo cultural entre Oriente e Ocidente

            O evento terá lugar no dia 30 de Setembro, quinta-feira, 19h, na Sala II do Salão de Atos da UFRGS.


           Abrindo o sétimo módulo do Mal-Estar na Cultura, o filósofo francês apresentará não somente o problema das diferenças culturais extremas, mas também as possibilidades de traduzir visões de mundo tão diversas quanto as da China e da Europa, do Extremo Oriente e do Extremo Ocidente (Brasil), já que a cultura ocidental dispões de inúmeras noções e práticas  que viabilizam a abertura aos modos de sentir, pensar e viver do Oriente.


          Como o evento contatará com o sistema de Tradução Simultânea, as inscrições são limitadas. Assim, é preciso que, mesmo os já inscritos no evento,  confirmem sua presença pelo e-mail difusaocultural@ufrgs.br.

    quinta-feira, 9 de setembro de 2010

    Pesquisa na PUCRS

          Para conhecer mais sobre a Pesquisa realizada na PUCRS, sugerimos uma visita ao site criado para a divulgação e, mais especificamente, à área direcionada ao Centro Brasileiro de Pesquisas em Democracia (acesse também o site do CBPD).

         O Centro Brasileiro de Pesquisas em Democracia, da PUCRS, desenvolve estudos interdisciplinares em teorias da justiça, partidos políticos e teoria crítica da democracia, envolvendo cinco programas de pós-graduação, incluindo o Programa de Pós-graduação em Ciências Criminais, ao qual o GEPCrim é vinculado. As pesquisas reexaminam e investigam a história, o desenvolvimento e a consolidação da democracia, buscando o potencial de inovação e transformação que a verdadeira prática democrática pode trazer à sociedade.

    Loucura Americana

         Os Estados Unidos têm, sabidamente, as leis penais mais rigorosas. A pena de morte ainda vigora na maioria dos estados; a prisão perpétua é comum e vários estados adotam a lei dos “three strikes” que obriga a prisão perpétua na terceira condenação, ainda que por crimes de menor gravidade (dois furtos e um cheque sem fundos, por exemplo).

         Em 30 anos, os EUA aumentaram 10 vezes sua população prisional - de 200 mil para mais de 2 milhões de presos – produzindo a maior taxa de encarceramento do mundo. Essa escalada se deve, basicamente, ao agravamento das penas na chamada “guerra contra as drogas”. Na Califórnia, berço da three strikes, 25% da população prisional está hoje condenada por essa lei. 70% dos condenados por ela não cometeram crimes com violência, e, mesmo assim, irão morrer na cadeia. Os políticos oportunistas disputam quem é mais “tough on crime” (duro com o crime), o que levou à introdução de regras como a que exige o cumprimento de pelo menos 85% da pena imposta (“truth in sentencing”), ou seja, impede que o bom comportamento ajude o preso a deixar a cadeia antes de cumprir quase integralmente a pena. 75% dos presos afetados por esta regra foram condenados por crimes praticados sem violência.

         Julita Lemgruber, pesquisadora da Universidade Cândido Mendes, lembra que os negros são apenas 12% da população nos EUA, mas são 50% dos condenados à prisão. Três em cada dez meninos negros serão encarcerados alguma vez na vida e, atualmente, um em cada três jovens negros está sob a supervisão da Justiça Criminal: preso, sob livramento condicional ou em liberdade vigiada. Para os jovens brancos, essa relação é de um em cada 16. 25% d a população negra de alguns estados não podem votar. Explica-se: nos EUA, alguém que já cumpriu pena por qualquer crime intencional (felony), mesmo que sejam crimes sem violência ou de pequeno valor, perde para sempre o direito de voto.

         Manter um preso nos Estados Unidos custa mais caro do que manter um aluno em Harvard. A Califórnia e a Flórida gastam mais em prisões do que em ensino superior e vários estados têm orçamentos superiores a US$ 1 bilhão para o sistema penitenciário. Nos últimos anos, as taxas norteamericanas de encarceramento têm sido, em média, seis vezes maiores que as da Europa Ocidental e, mesmo assim, a taxa de homicídios nos EUA, é duas a quatro vezes mais alta. Ou seja, o contribuinte americano tem de custear uma população carcerária muitas vezes maior e vive em cidades muito menos seguras se comparadas com as cidades européias.

         Esta semana, matéria da revista The Economist destacou o tema da histeria punitiva nos EUA, exigindo uma mudança de rumo, mas no Brasil, ainda se tem a loucura penal americana como um modelo. Entre os candidatos a presidência, apenas Marina abordou o tema, assumindo o compromisso de reduzir a demanda por encarceramento e humanizar as prisões. Muitos talvez não saibam o que isso significa, mas todos deveriam saber exatamente o que significa o silêncio dos demais.

    STJ edita nova súmula sobre produção de provas

         O Superior Tribunal de Justiça editou súmula tratando da produção antecipada de provas, prevista no artigo 366 do Código de Processo Penal. O projeto do novo resumo legal, que recebeu o número 455, foi proposto pelo ministro Felix Fisher e aprovado pela 3ª Seção. E tem o seguinte enunciado: “A decisão que determina a produção antecipada de provas com base no artigo 366 do CPP deve ser concretamente fundamentada, não a justificando unicamente o mero decurso do tempo”.

         O artigo 366 do CPP determina que, se mesmo após convocação por edital o réu não comparecer nem constituir advogado, fica o juiz autorizado a determinar a produção antecipada das provas consideradas urgentes e, se necessário, decretar a prisão preventiva. Além do prazo, a Súmula 455 exige que o juiz justifique a necessidade das provas.

         Entre os processos que serviram de precedentes para a nova súmula, está o Habeas Corpus 67.672, relatado pelo ministro Arnaldo Esteves Lima. No caso, o ministro relator considerou que não ficou demonstrado o risco de a prova não poder ser produzida mais tarde no processo. O ministro afirmou que apenas as provas consideradas urgentes pelo órgão julgador podem ter sua produção antecipada. Para o ministro, afirmações genéricas não são suficientes para justificar a antecipação.

         Outro Habeas Corpus que serviu como precedente foi o 111.984, de relatoria do ministro Felix Fischer. No caso, o acusado não compareceu aos interrogatórios e não constituiu advogado. Foi decretada a produção antecipada de provas, com a consideração de que essas seriam imprescindíveis para o processo. O ministro, entretanto, apontou que o artigo 366 do CPP deve ser interpretado levando-se em conta o artigo 225 do mesmo Código. O primeiro determina que o juiz pode antecipar depoimentos, caso a testemunha vá se ausentar ou seja idosa ou doente. Para o magistrado, a antecipação da prova não é obrigatória, devendo ser exceção e não automática.

          Também foram usados como base para a nova súmula o Eresp 469.775, o HC 132.852, o HC 45.873, entre outros.

    quinta-feira, 2 de setembro de 2010

    Inscrições PPG Ciências Criminais - PUCRS

         Informamos que o Programa de Pós-Graduação em Ciências CriminaisMestrado e DoutoradoPUCRS está com as inscrições abertas para próximo processo seletivo – turma 2011.
    Área de Concentração: Sistema Penal e Violência

    Avaliação CAPES: 4

    Inscrições: 16/08/2010 a 12/11/2010


    Veja o Edital:
    http://www3.pucrs.br/portal/page/portal/fdppg/ppgcc/ppgccIngresso
    Mais informações poderão ser obtidas através pelo telefone (51) 3320-3537 ou no site: http://www3.pucrs.br/portal/page/portal/fdppg/ppgcc/

     

    quarta-feira, 1 de setembro de 2010

    Ciclo de Estudos do Núcleo de Pesquisa

    XIV Congresso Transdisciplinar de Estudos Criminais

            Anotem na agenda: PPGCRIM DA PUCRS e ITEC promovem XIV Congresso Transdisciplinar de Estudos Criminais - Dias 18 e 19 de outubro de 2010 na PUCRS.

    A Fundação da Norma

           Outra indicação para leitura: A Fundação da Norma da profa. Dra. Ruth M. Chittó Gauer. Clique aqui para o download do ebook completo.

           A fundação da norma vista como a proibição do incesto, por Lévi-Strauss, revela uma norma inflexível, fonte de todo limite, portanto, de todas as leis. Segundo o autor, foi o primeiro Não que o homem opôs à natureza. Esse tabu, embora pareça não ter justificação biológica, nem razão de ser, é a raiz de toda proibição, constitui-se ao mesmo tempo na norma, no fato e no valor.
          Esse Não contém um Sim: a proibição não apenas separa a sexualidade animal da sexualidade social, mas, como na linguagem, esse Sim funda o homem, constitui a sociedade. Para Lévi-Strauss, estamos diante de uma operação inconsciente do espírito humano que, em si mesma, carece de sentido ou de fundamento, mas não de utilidade: graças a ela, à linguagem, ao trabalho e ao mito os homens são homens. 

    A secularização do tempo

            Sugerimos para aqueles que perderam a oportunidade de ver a palestra do professor Dr. Hans-Georg Flickinger, "A secularização do tempo", apresentada no dia 30/08 na PUCRS, que aproveitem o vídeo integral do evento divulgado no perfil facebook do Centro Brasileiro de Pesquisas em Democracia.

              Link para o vídeo.

    Evento sobre Mediação de Conflitos

    Grupos de Estudos e Pesquisa

    Neste mês de Setembro, serão reiniciadas as reuniões do GEPCrim.

    Na quinta-feira, dia 09/09, ocorrerá o primeiro encontro semanal da linha Criminologia e Psicanálise, às 18h na sala 1031, do prédio 11 da PUCRS.

    No dia 13/09, segunda-feira, haverá a reunião da linha Crimes de Colarinho Branco, às 16h, também na sala 1031. Na semana seguinte, nesse mesmo horário, acontecerá a reunião da linha Fundamentos da Criminologia, pois os encontros de tais grupos serão quinzenais.

    GRUPO: CRIME DO COLARINHO BRANCO
    Horário: 16:00 – 17:00.
    DATAS:  13/09 – 04/10 – 25/10 – 22/11 – 06/12.  

    GRUPO: FUNDAMENTOS DE CRIMINOLOGIA
    Horário: 16:00 – 17:00.
    DATAS: 27/09 – 18/10 – 08/11 – 29/11 – 13/12.  

    Todos os interessados estão convidados!

    terça-feira, 31 de agosto de 2010

    Criminologia e Sist. Jurídico-Penais Contemporâneos II

          Recomendamos a leitura do novo livro do Programa de Pós-Graduação em Ciências Criminais da PUCRS, intitulado Criminologia e Sistemas Jurídico-Penais Contemporâneos II. Neste volume há um artigo do prof. Giovani Saavedra com o título: Criminologia do Reconhecimento: linhas fundamentais de um novo paradigma criminológico. Para fazer o download do livro completo, clique aqui.

    Congresso Internacional de Direitos Humanos



    Para mais informações clique aqui.